Como adotar o método do bullet journal e ficar mais organizada?

Por Carlos Mânica, em 21 de setembro de 2018

Bullet journal: uma agenda totalmente analógica tem conquistado cada vez mais adeptos no Brasil e está ajudando as pessoas a ser mais organizadas.

Foi criada pelo designer Ryder Carroll em 2013. Diagnosticado desde criança com déficit de atenção, Carroll sempre foi desorganizado e para conseguir dar conta de todas as tarefas que surgiam, ele foi aconselhado a anotar tudo que deveria fazer.

Segundo Carroll, a forma ideal de montar a agenda é dividi-la em vários setores, como “listas de tarefas diárias” “e calendário mensal”.

Além disso, ele sugere o uso de símbolos minimalistas, como pontos, círculos e linhas, que ajudam a separar eventos, notas e tarefas. O “x” indica que a tarefa foi cumprida e uma “estrela” indica algo de extrema importância.

O Bullet journal é personalizável, ou seja, você pode adaptá-lo como preferir de acordo com a sua rotina. Ele pode ser sua lista de tarefas oficial, caderno diário, calendário, planner, diário de gratidão, agenda de compromissos e eventos, etc.

Tags:
Carlos Mânica Carlos Mânica