Livros de negócios mais vendidos em junho

Por Carlos Mânica, em 12 de julho de 2018

Um boa leitura pode render momentos ótimos de reflexão ou para dar aquele pontapé inicial para abrir o próprio negócio. A PublishNews divulgou uma lista com as cinco obras de negócios mais vendidas em junho deste ano. Confira:

1. SEJA FODA

Autor: Caio Carneiro

Vendidos: 14.137

Com o livro, você vai aprender comportamentos e atitudes necessários para conquistar, em todos os aspectos da sua vida, resultados incríveis. No final da sua vida, olhar para trás, bater no peito com o coração cheio de felicidade, sem falsa modéstia, com plena convicção e serenidade, e dizer: minha vida foi FODA.

2. ME POUPE!

Autora: Nathalia Arcuri

Vendidos: 14.083

A obra reune dicas para dar um basta nos hábitos que sabotam sua saúde financeira, além de identificar as crenças que impedem seu enriquecimento e como encontrar modalidades de investimento que caibam na sua realidade.

3. O PODER DA AUTORRESPONSABILIDADE

Autor: Paulo Vieira

Vendidos: 12.994

Este livro trata-se de um manual que apresenta a metodologia das 6 leis para a conquista da autorresponsabilidade, de modo que o leitor assuma o comando de sua vida. Aplicando esse conceito, você será capaz de levar alta performance à vida pessoal e profissional, saindo de um estado não satisfatório para uma vida de abundância e de sucesso.

4. O PODER DA AÇÃO

Autor: Paulo Vieira

Vendidos: 12.092

Neste livro, o autor convida o leitor a quebrar o ciclo vicioso e iniciar um caminho de realização. Para isso, ele apresenta o método responsável por impactar 250 mil pessoas ao longo de sua carreira – e que pode ser a chave para o que o leitor tanto procura.

5. OS SEGREDOS DA MENTE MILIONÁRIA

Autor: T. Harv Eker

Vendidos: 7.095

Neste livro, o autor mostra como substituir uma mentalidade destrutiva – que o leitor talvez nem perceba que tem – pelos “arquivos de riqueza”, além de ensinar um método eficiente de administrar o dinheiro. O leitor aprenderá a estabelecer sua remuneração pelos resultados que apresenta e não pelas horas que trabalha.

*imagem de reprodução

Tags:
Carlos Mânica Carlos Mânica