Reduz a diferença salarial entre homens e mulheres nos pequenos negócios

Por Carlos Mânica, em 16 de agosto de 2018

Mesmo que ainda seja pequena, a diferença salarial entre homens e mulheres diminuiu nas micro e pequenas empresas, entre os anos de 2006 e 2016.

Segundo o Anuário do Trabalho nos Pequenos Negócios, elaborado pelo Sebrae em parceria com o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Econômicos (Dieese), os trabalhadores ganhavam quase 20% a mais que as trabalhadoras em 2006. Em 2016, esse percentual caiu para 16,8%.

Além disso, o estudo também mostrou que as mulheres estão dominando o setor de Serviços, principalmente em microempresas. Em 2016, elas somavam 53%, contra 47% dos homens. A evolução começou a partir de 2009, quando atingiram 51% dos empregos nesse setor. O percentual se inverte na área do Comércio, liderada pelo sexo masculino com 55%, contra 45% de mulheres, no período analisado.

Com a crise no País, as mulheres procuraram se mexer. O percentual daquelas que trabalham explorando o seu próprio empreendimento, sem funcionários, também cresceu no mesmo período, passando de 32,6% (em 2006) para 33,1% (em 2016).

Quer saber mais? Acesse http://empreendedor.com.br/noticia/reduz-a-diferenca-salarial-entre-homens-e-mulheres-nos-pequenos-negocios/

Tags:
Carlos Mânica Carlos Mânica